Nosso site utiliza cookies para melhorar a navegação do usuário. Os cookies são pequenos arquivos de páginas que você visita e que ficam salvos no seu computador. Clicando em "Eu Aceito!", você concorda com esse armazenamento no seu dispositivo e nossa Política de Privacidade.
Receba novidades do blog Mundo do Aço!

Mundo do Aço

Sob pressão das políticas públicas que cobram a redução de produção, os produtores de aço chineses optaram por realizar revisões de equipamentos para atingir suas metas comprometidas com as autoridades locais.

A maioria das siderúrgicas está sendo obrigada a limitar a produção deste ano abaixo do nível do ano passado, de acordo com a Eurosteel.

A Guangdong Shaogang anunciou na quarta-feira que, no segundo semestre do ano, dois altos-fornos da siderúrgica serão reformados, reduzindo o fornecimento de ferro-gusa em 400 mil toneladas no total. No mesmo dia, a Juneng Special Steel iniciou a reforma de seu alto-forno de 1.250 metros cúbicos por 70 dias, cortando 220.000 t / ano de produção de ferro no total. Além disso, outras sete siderúrgicas anunciaram planos que reduzirão cerca de 1,1 milhão de toneladas de produção de ferro em setembro.

Em termos de produtos acabados, 17 produtores, incluindo Tiangang, Benggang, Angang e Yonggang, reduzirão a produção combinada de 830.000 t de aços longos e 980.000 t de aços planos.

De acordo com rumores de mercado, o Baowu Group foi notificado de que também deve manter a produção deste ano no mesmo nível do ano passado. Fontes estimam que as subsidiárias de aço de Baowu precisariam reduzir a produção de aço em aproximadamente 14-19 milhões de toneladas de setembro a novembro para atingir essa meta.

O governo de Pequim está promovendo uma série de medidas para controlar o setor imobiliário, que responde por grande parte do uso de aço e tradicionalmente tem ajudado a impulsionar os preços do minério de ferro.

“As autoridades estão claramente preocupadas com o excesso de investimento e o risco de crédito concentrado no setor imobiliário”, escreveu o Commonwealth Bank of Australia em nota por e-mail. E, mesmo que a China adote políticas mais pró-crescimento para combater a recente desaceleração, “há uma boa chance de que o setor imobiliário seja deixado de fora”.

Com essa política, os preços do minério de ferro, principal insumo da siderurgia, têm acumulado sucessivas quedas, o que vem derrubando as ações desse setor, além dos papéis da siderurgia.

Comente aqui
O seu endereço de e-mail não será exibido no comentário
Campos obrigatórios estão indicados com ( * )
Ainda restam caracteres.
Seu comentário está aguardando aprovação.
Obrigado pelo seu comentário!

ferrominas@ferrominas.com.br

Rua Virgínia Brandão 157 - Santa Luzia
Centro, Ubá - MG, 36506-006